Seu currículo agradou o recrutador e você foi chamado para a entrevista de emprego. Esse é um momento crucial, analisemos primeiro o cenário econômico: empresas demitindo, fechando as portas e uma economia que mal dá sinais de melhora. O que temos nesse cenário? Uma oportunidade. Essa entrevista de emprego deve ser muito valorizada.

Segunda análise: você está preparado para garantir essa vaga? Há pequenas coisas que fazem toda a diferença em uma entrevista de emprego, listamos algumas delas, para que, quando chegar a sua hora, você vá muito bem preparado e faça uma ótima entrevista de emprego.

Dicas essenciais para uma boa entrevista de emprego

Dicas essenciais para uma boa entrevista de emprego

Para dar essas dicas, nos baseamos em algumas dicas que Lazslo Bock, chefe da área de pessoas do Google desde 2006, postou em sua rede profissional Linkedln, elas sintetizam bem a preparação para uma entrevista e agem como uma espécie da hack, um “atalho” para o cérebro.

Veja as dicas de Bock:

Adivinhar o futuro

Acredita-se que as pessoas possam antecipar 90% das perguntas que serão feitas durante a entrevista. Três dessas perguntas são comuns em entrevista: “Me fale um pouco sobre você”, “Qual é a sua maior fraqueza” e “Qual é o seu ponto forte?” – lembrando que você não deve  ir para a entrevista esperando as perguntas exatamente assim, com esses pontos e vírgulas.

As demais perguntas seriam fáceis de adivinhar, em dado momento o entrevistador vai perguntar porque quer o trabalho e vai pedir que o entrevistado conte alguma situação difícil ou problema que tenha resolvido. Bock ainda diz que, se o candidato não consegue pensar em nenhuma, deve pesquisar no Google “perguntas mais comuns em entrevistas”.  Bem, fizemos isso por você e encontramos as 50 possíveis perguntas em uma entrevista de emprego. Disponibilizaremos o link mais à frente.

Um ponto importante neste caso são as perguntas “sem pé nem cabeça”. Bock admitiu que o Google fazia isso e que era pura perda de tempo. Mas atenção: caso isso aconteça com você, não se apavore, é uma forma, não de conseguir a resposta exata (até porque às vezes é quase impossível), mas para ver como o candidato reage e monta uma resposta adequada e plausível.

Planejar o ataque

Você tem as perguntas, certo? O próximo passo é escrever as respostas adequadas. Preparar-se, juntar munição. É uma tarefa difícil? Não, encare como uma boa preparação. Pode ser cansativo, mas faz com que as respostas fiquem gravadas na sua cabeça. A sua resposta deve ser imediata, não deixe para pensar nisso na hora da entrevista.

 Ter um plano B

 Se responde à lista lhe pareceu chato e cansativo, isso agora só vai parecer pior. Bock sugere que para cada pergunta você escreva três respostas. Por quê? Para ter uma resposta alternativa caso na hora da entrevista você note que a resposta que decidiu usar não faça sentido. Dependendo do contexto, a resposta que você tinha preparado pode não “encaixar”.

Provar-se

Cada resposta dada deve trazer uma história junto que prove que o candidato consiga fazer o que estão perguntando. Por exemplo, se perguntarem como você lidera, a resposta deve ser algo mais ou menos assim: “Sou um líder determinado/colaborativo…vou contar quando aconteceu determinada situação..”. A questão aqui é provar o que você diz ser.

Dicas para se dar bem em entrevistas de emprego

Veja outras dicas muito importantes:

  • Não tente conduzir a entrevista, mas estude o ambiente e o entrevistador, tente descobrir algo para ajudar a quebrar o gelo.
  • Pesquise sobre a empresa, não vá sem informações relevantes sobre o possível local de trabalho.
  • Cuide de sua apresentação pessoal, nada de exageros. E não se atrase, seja bem pontual.
  • Seja objetivo e não minta sobre suas competências e habilidades, pois elas serão testadas em um momento oportuno.
  • Escolha bem suas referências pessoas, não esqueça de pedir autorização prévia antes, para que as pessoas sejam consultadas.
  • Não fale mal de seus empregadores anteriores, isso causa uma péssima impressão.
  • Esteja aberto a negociações. Não exija um determinado valor quando se falar em pretensão salarial considere o que o mercado pratica e mostre flexibilidade para negociar.

Leia também: As 50 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego