Quando estiver construindo ou reformando seu imóvel, tenha uma coisa bem clara em mente: você precisa ter um bom projeto elétrico. É claro que será necessário que apresente um projeto para que sua obra ou reforma seja aprovada pelos órgãos competentes, mas o mesmo não deve ser usado apenas para aprovação da obra e depois deixado de lado e trocado por um mais simples ou mais barato, até porque instalações mal feitas implicam em problemas futuros e muitas vezes trazem grandes problemas à construção.

A Ponto do Eletricista decidiu levantar esse tema e trazer algumas dicas para que o seu projeto elétrico seja perfeito e dentro de normas e especificações corretas.

No que consiste basicamente um bom projeto elétrico?

  • Determinar quais são os pontos de utilização de energia e quantificá-los.

  • Dimensionar e definir tipos e caminhamentos dos condutos e condutores.

  • Dimensionar e definir tipos e localizações dos dispositivos de proteção, de comando e de medição de energia elétrica, bem como dos demais dispositivos e acessórios.

Lembre-se que esse projeto deve ser elaborado por um profissional eletricista, que irá determinar os vários itens do projeto, que são o dimensionamento das cargas elétricas, fios, disjuntores, eletrodutos e outros elementos, bem como seus respectivos detalhamento.

No que consiste basicamente um bom projeto elétrico?

Dicas úteis para um bom projeto elétrico residencial

Mesmo que o projeto elétrico seja de responsabilidade do profissional, é importante que você conheça e saiba de itens que fazem a diferença em um bom projeto elétrico e que não podem ser esquecidos:

  • Alguns aparelhos ou equipamentos devem ter um circuito exclusivo, como é o caso de chuveiros, aquecedores, lavadoras de louça. torneiras elétricas e secadoras de roupas.

  • Na hora de dimensionar o quadro de distribuição, circuitos e conduítes, deve-se sempre considerar o fato que de possa haver futuras ampliações.

  • A iluminação também deve ter seu circuito exclusivo – isso além de ajudar com a economia de energia elétrica, permite que a iluminação fique ligada sempre que necessária a manutenção de outros circuitos.

  • TV a cabo e internet com conduítes e caixas exclusivas – evita-se assim interferências, como normalmente acontece.

  • A distribuição de tomadas devem prever possíveis mudanças na mobília. Caixas de luz e conduítes são materiais elétricos de baixo custo da obra, portanto pode-se optar por fazer o melhor para a construção.

  • Deve haver um equilíbrio de cargas entre as fases, ou seja, a soma das potências ligadas a uma fase deve ser igual às da outra fase.

  • Para não ter o forro de gesso quebrado toda vez que precisar fazer alguma mudança, preveja sempre futuras ampliações, neste caso, instale os conduítes com os circuitos principais nas paredes e coloca-se caixas de passagem em pontos estratégicos, para facilitar tanto a manutenção quanto as possíveis futuras ampliações.

  • Na hora de comprar luminárias, lembre-se de comprar as que possibilitem o uso de lâmpadas compactas ou LED – são bem mais econômicas.

Materiais Elétricos em Bom Jesus da Lapa é na Ponto do Eletricista

Para um bom projeto elétrico é preciso ficar atento!

  • Quando for comprar os materiais solicitados no projeto – o profissional orienta para medidas e tipos de materiais – não tente comprar outros tipos ou medidas por serem mais baratos. Lembre que a economia excessiva pode representar um gasto bem maior no futuro, quando os problemas aparecerem. O uso de materiais de boa qualidade é sempre fundamental para instalações elétricas seguras e eficientes.

  • Observe, sempre que comprar fios, cabos, disjuntores, chaves, eletrodutos e outros acessórios, a fiscalização dos mesmos pelo INMETRO. Ao optar por materiais com esse selo, há uma maior garantia de que está comprando materiais de qualidade, que garantem um bom funcionamento, segurança e durabilidade.

Quando for comprar os materiais para a sua obra elétrica, faça-nos uma visita e comprove a qualidade de nossos produtos. A Ponto do Eletricista em Bom Jesus da Lapa está à disposição dos clientes para ajudar com o que for necessário para uma boa realização da obra.

Publieditorial