O Central da Lapa inicia uma nova série de artigos que consiste em mostrar empreendedores lapenses, mentes brilhantes e/ou, ainda, pessoas que de alguma forma fazem ou procuram fazer a diferença em Bom Jesus da Lapa. Para começar, Fábio Teixeira entrevista o empresário Pedro da Yan Cell, conhecido popularmente como Peu de Graça, um empreendedor lapense se engajando em uma área bem competitiva na cidade.

Nesta entrevista para o site Central da Lapa, Pedro fala sobre sua profissão (Técnico em manutenção de celular, tablet e Smartphone), o começo, os desafios e o mercado de trabalho.

Fábio Teixeira entrevista o empresário Pedro da YAN CELL

Entrevista com o empresário Pedro da YAN CELL

Pedro, Qual foi a sua inspiração para se formar em um técnico em manutenção celular, tablet e Smartphone?

A minha inspiração vem de criança. Na minha infância, sempre fui curioso e gostava de consertar meus brinquedos quando quebrava. Acredito que essa “mania” foi decisiva para que eu investisse nessa área. Conserto de celular é tecnologia e eu amo a tecnologia.

O que faz um técnico em manutenção de celular, tablet e smartphone?

Como o próprio nome já diz ele trabalha na manutenção, ou seja, no conserto desses aparelhos. Consertar um celular não é algo que se faz em casa, precisa de ajuda de um profissional capacitado que adquiriu conhecimentos para tal atividade. É aí onde eu entro, para tentar solucionar problemas que aparecem nos aparelhos dos outros.

Qual o o aparelho que você mais conserta? Algum conserto marcante?

Conserto muitos Smartphones. É o conserto mais comum aqui no meu comércio (YAN CELL). Mas aparecem ainda muitos celulares e tablets. Vê a satisfação dos clientes, por si só, me marca muito. Recentemente, consertei um iPhone de um cliente, que é um aparelho com um preço elevado e me agradeceu com muitos elogios de alegria (risos). Foi muito engraçado.

Você considera sua profissão satisfatória?

Sim e muito! Quando as pessoas vem procurar os meus serviços geralmente vem preocupadas, tensas em ver seu aparelho defeituoso, pois usam esses aparelhos para se comunicar com a família, com namorado, marido, e até ganhar dinheiro. No entanto, quando eu soluciono o problema vejo nitidamente como os meus clientes mudam o semblante. Isso é muito gratificante.

Como manter a competitividade?

A competitividade temos que manter com o aperfeiçoamento, sempre buscando aprender mais, porque toda semana lança um novo aparelho com novas funções, novas tecnologias. Então não podemos parar de aprender. E quando você aprende você se sobressai. Mas temos que ter acima de tudo muita humildade e sempre trabalhar com honestidade.

Como você vê esse mercado de trabalho?

O mercado de trabalho é excelente. Não falta trabalho. Para se ter uma ideia, temos mais de 273,58 milhões de aparelhos celulares ativos no Brasil, e a população brasileira agora chegou nos 200 milhões, ou seja, temos uma média de mais de um aparelho ativo por habitante. São números impressionantes.

Mas especificamente, o que você acha desse mercado na cidade de Bom Jesus da Lapa?

Celular é um dos itens mais consumidos pela população, é comum deparamos aqui em Bom Jesus da Lapa pessoas com mais de um aparelho. Muitos lapenses que compraram um celular do ano de 2014 já trocaram por uma versão 2015. Isso significa que é um mercado de trabalho em expansão e muito interessante para quem trabalha nessa área.

entrevista empresário pedro da yan cell
yan cell bom jesus da lapa

Sua loja fica na rua Floriano Peixoto (próximo ao Igacenter), no centro. Me chamou atenção o nome do seu comércio. Por que você colocou o nome do seu comércio de Yan Cell?

O nome yan vem do hebraico que significa Deus é gracioso.

Alguém em especial que você agradece pela sua vida profissional?

Sim, tenho. Primeiramente a Deus e depois à minha família, que sempre me apoiou. Agradeço também a você por me proporcionar essa honra de ser entrevistado e um abraço a toda a equipe do seu blog (Críticas do Fábio) e do site Central da Lapa.

Entrevistador: Fábio Teixeira dos Santos.

Gostou da entrevista? Deixe seu comentário logo abaixo.