No artigo anterior, falamos sobre “Como ter mais eficiência na publicidade tradicional“, e um dos principais trabalhos desta área é a produção de materiais gráficos, como folders, cartazes, panfletos e demais materiais físicos que são produzidos em uma gráfica.

É comum que leigos peguem qualquer arte bonita que apreciem na internet e enviem para uma gráfica pedindo que façam um material em cima daquela arte. Ou então, que se aventurem num programa de criação como Corel Draw, ou até mesmo em um que não é de criação como o Power Point, e finalizem a arte sem as devidas obrigatoriedades e cuidados que uma arte para produção gráfica deve ter. Cuidado, o resultado é catastrófico e você perderá muito dinheiro e tempo com isso.

O que é importante saber sobre materiais gráficos para publicidade

Materiais gráficos para publicidade encontrados na internet. Exatamente o que não deve fazer…

1º passo – conheça os materiais gráficos que podem ser produzidos

Para isso, não é preciso ir até uma gráfica e conhecer sua estrutura (quem quiser, até que é uma visita bem interessante), mas hoje é possível fazer essa pesquisa pela internet.

Entre em sites de várias gráficas e faça uma pesquisa de todos os materiais que cada uma delas consegue produzir. Muitas vezes, você acaba encontrando algo que tem mais relação de identidade com o seu negócio ou que saia mais barato do que a ideia inicial que você tinha.

Importante observar:

– Os tipos de materiais:

Folders, por exemplo, podem ser feitos de várias medidas e com várias dobras. Lembre-se: o tamanho do material depende da quantidade de conteúdo, imagens e informação que você vai colocar no material.

– Quantidade x preço:

quanto maior a quantidade, menor é o preço. Analise bem se não compensa fazer um material com um formato diferente, mais simples, com menos dobras e cortes especiais, mas conseguir produzir uma quantidade que atenda melhor suas necessidades.

– Especificações técnicas:

Depois de escolhido o material e o modelo que se adequa ao seu conteúdo, ao seu orçamento e as suas necessidades, salve essas informações. Observe se no site da gráfica escolhida tem informações como o tamanho que a arte deve ser feita e o tipo de arquivo que deve ser entregue (.jpg, .pdf, .psd etc). Salve isso e entregue ao profissional que vai fazer a arte para você.

Alguns sites possuem modelos pré-definidos, onde você escolhe um modelo e só altera informações de texto, às vezes de imagem. Pode ser uma boa opção se o seu orçamento está curto, mas não é indicado, pois perde a identidade do seu negócio. Imagine outro negócio no seu bairro com um cartão de visita, por exemplo, igual ao seu.

Esse primeiro passo é fundamental. É a forma correta de iniciar qualquer trabalho de material gráfico. Quem não faz esse caminho, corre o risco de ter uma bela arte em mãos, mas que não se adequa as especificações de produção de gráfica nenhuma. Se o seu panfleto, por exemplo, não estiver nas medidas de corte da gráfica, ela terá que produzir uma faca especial de corte apenas para te atender e isso será cobrado de você.

Sobre especificações técnicas dos materiais gráficos para publicidade

Existem diversos tipos de papéis, os mais comuns para cartões de visita, panfletos e até alguns cartazes são o offset e o couchê (muito usado em revistas).

Mas não basta só escolher o papel, é preciso estar atento à gramatura e ao acabamento. Gramatura é a espessura do papel. Veja, um sulfite comum tem uma gramatura de 75g, alguns lugares usam um sulfite um pouco mais grosso de gramatura 90g. A escolha de um papel mais fino ou mais grosso depende do tipo de material a ser produzido, do tempo de duração que você quer que ele tenha e se será muito ou pouco manuseado.

O acabamento do papel também depende da finalidade do material. Se você quer produzir um bloco de notas, por exemplo, tem que ser um offset 75 ou 90g sem acabamento, que permita escrever com qualquer caneta no papel. Um cartão de visitas, por exemplo, é mais usado o couchê acima de 120g com acabamento em verniz, que pode ser com brilho ou fosco.

Se você encontrar as especificações 4×0 ou 4×4, quer dizer o seguinte. O número 0 indica que o material será em preto e branco (cuidado que alguns “preto e branco” são, na verdade, variações de tons de cinza). O número 4 indica que o material será colorido. Assim, 4×0 é um dos lados do material em colorido e o outro lado (verso) em preto e branco. E 4×4, quer dizer que os dois lados serão colorido.

Em materiais como banners, é possível escolher o acabamento que, normalmente, são com bastão e barbante para você fixar num tripé ou num prego na parede mesmo; ilhós metálico, quando você quer passar uma corda e amarrar em alguma estrutura; ou sem acabamento.

O mais importante é não ter pressa no momento de produzir seu material gráfico. Procure por um bom profissional para fazer sua arte e, de preferência, uma gráfica que você já conheça, tenha indicação ou história confiável. Se estiver em dúvida, peça uma prova para a gráfica, a maioria delas faz e não cobra por esse serviço e você tem a oportunidade de ver em suas mãos como ficará o seu material antes de ser produzido.

melhores empresas de publicidade em Bom Jesus da Lapa

Indicamos em Bom Jesus da Lapa a gráfica JP Serviços Gráficos, que trabalha oferecendo serviços gráficos com excelente custo-benefício, valendo a pena a visita para fazer um orçamento. Bom trabalho!

Dicas Essenciais de Marketing:

1 – 5 ações de marketing promocional para conquistar seus clientes
2 – Como identificar o público-alvo correto
3 – 5 dicas de marketing para gastar pouco
4 – Fabricar ou revender? os prós e contras de cada negócio
5 – Prestação de pequenos serviços agregado ao seu negócio (Em breve…)

Série especial sobre Publicidade Tradicional:

1 – Como ter mais eficiência na publicidade tradicional
2 – O que é importante saber sobre materiais gráficos para publicidade
3 – 5 fatores fundamentais na produção de materiais gráficos
4 – Publicidade em rádio e carro de som: como funciona?
5 – Comerciais de TV: como funciona?
6 – Publicidade externa: outdoors, busdoors e muita criatividade
7 – Painéis de LED para publicidade dão destaque e movimento a sua marca
8 – Como fazer o anúncio na mídia impressa para empresas
9 – Brindes publicitários para marcas que querem presença
10 – Boas maneiras na publicidade com faixas e cartazes
11 – Fotos corporativas: entenda o trabalho de um fotógrafo profissional

Série especial sobre empreendedorismo na Crise Econômica:

1 – Empreendedorismo em crise econômica
2 – Marketing em tempos de crise econômica
3 – Marketing e Publicidade vs Crise econômica: Investir ou se resguardar?
4 – Vale a pena a publicidade na crise econômica?
5 – Redução do marketing na crise econômica é sumir do mapa

Série especial sobre Marketing Digital:

1 – Saiba o que é marketing e coloque seu negócio a frente da concorrência
2 – Marketing digital: estratégias para quem está iniciando na web
3 – Marketing 3.0 e a forma de se relacionar com os clientes
4 – Marketing de conteúdo e a construção da sua história
5 – As vantagens do marketing de conteúdo para as empresas
6 – Como usar o marketing de conteúdo para aumentar as vendas
7 – Estatísticas comprovam que marketing de conteúdo gera resultados
8 – O que é Inbound Marketing, a nova tendência do mercado
9 – Vamos falar sobre blogs?
10 – Valorização da Marca com o seu Blog
11 – Hora de colocar o conteúdo certo no seu blog – Parte 1
12 – O conteúdo certo no seu blog – parte 2
13 – Empresas que utilizam as redes sociais têm mais visibilidade
14 – Facebook, a criação de uma página para a sua empresa
15 – Facebook Advertising, a criação de anúncios para sua empresa
16 – Twitter: o que é e como inserir sua marca
17 – Google AdWords e sua empresa no topo da página de busca
18 – Google AdWords vs Facebook Ads: Onde anunciar?

Anunciar no central da lapa