Uma hora ou outra entra em nosso orçamento financeiro um dinheiro extra. O que vem a ser exatamente “um dinheiro extra”? Pode ser um presente, pode ser um aumento salarial, o 13º salário, um bônus recebido ou até mesmo parte de uma herança. É aquela grana que entra a mais, você esperando (como o 13º) ou não.

E a pergunta que fica é: “O que fazer com o dinheiro extra que entrou?”. Especialista da na área de finanças pessoais, Gilvan da Cred Nordeste dá dicas úteis sobre o que fazer quando entra um dinheiro extra…

Veja algumas dicas do que fazer quando entra um dinheiro extra

Recebeu dinheiro extra? Veja bem quais as opções para o seu caso e toma a sua decisão.

Veja algumas dicas do que fazer quando entra um dinheiro extra

Considerando que seja um prêmio (abono), 13º salário e outros de valores não tão altos

  • Como está a sua saúde financeira? Despesas em dia? Sem dívidas pendentes? Cartão de crédito em ordem? Então o dinheiro extra pode ir para uma poupança ou ser usado para algum projeto – troca de algum móvel da casa, reforma, uma viagem, troca do carro. Mas o conselho é que pegue uma parte para gastar no que quiser e outra parte guarde como fundo de emergência ou na poupança.
  • Caso esteja com problemas financeiros e endividado, essa é uma ótima oportunidade para ajeitar as coisas e sair do vermelho – mesmo que não saia, diminuir o vermelho já é um bom negócio.
  • Se a renda extra for constante, como no caso de aumento salarial, uma boa dica é que economize. Guarde parte desse aumento em uma poupança, ou adquira um título de capitalização, pois além de estar guardando dinheiro, ainda pode concorrer a prêmios mensais (e até semanais, dependendo do título). Um aumento salarial leva automaticamente a um melhor padrão de vida, mas é preciso que se pense com carinho antes de investir tudo em aumento de despesas – se estava indo bem até então, pense em dividir esse valor, deixar por exemplo, 40% para dar uma elevada no padrão de vida, e economizar os outros 60%.

Considerando valores altos, como recebimento de uma herança ou parte em um negócio

  • Valores maiores requerem outro tipo de atenção, pois se deve estudar o mercado, pensar em consultar um especialista em finanças para ajudar a escolher a melhor forma de financiamento. Em um primeiro momento, pode-se deixa na poupança, até que se decida o que fazer. As opções: comprar imóvel, aplicar em fundos de investimento ou comprar ações. Qualquer que seja a opção, é necessário um estudo aprofundado do provável retorno e de qual a melhor opção.
  • Para quem está pagando um imóvel financiado e recebe uma renda extraordinária, como o caso de uma herança, a melhor coisa a fazer é quitar o imóvel. Nem sempre. Dependendo dos rendimentos de uma aplicação, por exemplo, vale bem mais a pena deixar o dinheiro aplicado e continuar com o financiamento. Mas esse é outro caso para o qual se indica a ajuda de um especialista em finanças.

Veja bem quais as opções para o seu caso e toma a sua decisão. O que não pode é sair gastando tudo sem nem ao menos fazer uma reserva para o futuro. Sempre lembrando que uma organização financeira eficiente requer disciplina e persistência, se quer ter uma vida financeira tranquila, organize-se e planeje cada ação feita com o seu dinheiro.

Anunciar no central da lapa