“Há que se cuidar de quem se ama e de quem é importante em nossa vida” – essa é a premissa de que se deve sempre oferecer segurança à família e aos entes queridos. Isso significa, por exemplo, cuidar do ambiente onde todos vivem, garantir segurança e tranquilidade – isso remete ao lar, à residência da família.

E qual a melhor maneira de garantir essa segurança? Com um seguro residencial, certamente. Mas ainda há quem tenha dúvidas sobre fazer um seguro residencial, por isso trouxemos algumas abordagens sobre esse tipo de proteção residencial.

Por que contratar um seguro residencial?

Contando com a colaboração do Administrador e Consultor de Seguros Hallison Santana, da Nordeste Seguros de Bom Jesus da Lapa, abordaremos a seguir como funciona o Seguro Residencial e sua importância.

Por que contratar  seguro residencial?

É claro que ninguém fica esperando que algo aconteça em sua casa, mas entre “não querer” e “acontecer” há uma distância grande. Não há garantias de que nada acontecerá, o que há é uma medida, uma solução ou um apoio, caso algum sinistro aconteça – aqui entra o seguro residencial.

O seguro para  a sua residência existe para amenizar eventuais sinistros, e oferece vários tipos de indenizações, desenhadas de acordo com o evento. Uma apólice de seguro residencial pode trazer cobertura a eventos como furto ou roubo qualificados, danos elétricos, incêndio, raio e explosão, vendaval ou granizo, entre outros. Essa apólice pode ser modelada à necessidade do cliente, ou mesmo ao seu perfil.

Esse tipo de seguro tem outras vantagens, como assistência em caso de problemas domésticos, como problemas no encanamento ou problemas com eletricidade – chaveiro, auxílio em limpeza, desentupidor, eletricista, vidraceiro, encanador, todos esses serviços podem ser acessados via seguro residencial.

dicas seguro residencial

Preço de um seguro para residências

Um dos pontos que mais desperta dúvidas nos clientes está relacionado ao preço da contratação de um seguro residencial.  Mas vale frisar que há um conceito errado de que seguro para casa é caro. Já há no mercado de seguros, apólices com preços bem acessíveis. Considerando os motivos para quem esse tipo de seguro seja contratado, se conclui que vale a pena esse investimento.

Na verdade ainda não há a cultura de contratar seguro residencial no Brasil, o que deve ser mudado, e urgentemente. Quando você consultar uma seguradora e descobrir o quão barata é essa contratação, verá que não vale correr os riscos de não ter uma apólice de seguro para  a sua casa.

De posse dessas breves, mas esclarecedoras informações, o primeiro passo é contatar uma seguradora e tirar todas as dúvidas restantes, bem como pedir um orçamento de quanto um seguro lhe custará. O valor cotado é anual, mas as seguradoras costumam parcelar em até 12 vezes, o que pesa menos ainda no bolso, sem contar que não há o que pague garantir a proteção e segurança da família.