Uma das coisas que menos reparamos em nossa casa é a fiação. Sabemos que existe, pois há fios e cabos por todo o lado, sabemos que eles são necessários para que o sistema elétrico funcione e para que tenhamos, por meio deles, acesso à energia elétrica. Mas alguma vez já paramos para pensar por que alguns fios são mais finos que outros? Por que quando o eletricista pede determinado fio, ele nos dá uma medida? Não, nunca nos atentamos a isso, mas quem sempre tem dicas quentes sobre materiais elétricos, a Ponto do Eletricista, vai nos mostrar as principais diferenças entre fios e cabos, bem como o seu uso.

Tanto o cabo condutor elétrico quanto o fio condutor são usados para o transporte de energia elétrica, de um ponto a outro de um circuito ou de um ponto a outro de um aparelho. Eles são feitos de cobre ou de alumínio, que são os metais com ótimas características de condução de eletricidade. São normalmente cobertos com uma camada pequena de estanhos (estanhados).

A espessura (também chamada de secção) de um cabo ou de um fio irá depender totalmente de quanta eletricidade ele precisará suportar, assim como da intensidade da corrente elétrica que ele terá que suportar. Os fios de cobre são mais comuns para instalações gerais enquanto o fio de alumínio é mais utilizado em linhas de alta tensão.

Fios e Cabos: Tudo o que você precisa saber

Quando for adquirir fios e cabos não avalie apenas o preço, pois a qualidade é o mais importante

Há duas regras básicas definidas pela NBR 5410 (Norma Brasileira de instalações elétricas de baixa tensão):

  • Condutores de cobre que serão usados em circuitos de iluminação devem ter uma espessura mínima de 1,5mm²;

  • Condutores de cobre que serão usados em circuitos de força ou tomadas para uso geral, devem ter espessura mínima de 2,5mm².

Principais características dos fios

  • São formados por um único filamento de alumínio ou de cobre;

  • É mais rígido que um cabo, por isso pode se partir com facilidade em uma movimentação mecânica – por isso devem ser utilizados em circuitos onde não precisem ser dobrados nem movimentados, como instalações embutidas.

Principais características dos cabos

  • Sua principal característica é ser formado por por vários filamentos condutores finos, entrelaçados;

  • Mais flexíveis, suportam mais dobragens sem se partir e por esse motivo são utilizados em circuitos onde há a necessidade de que mude a posição e exposição à dobragem.

Materiais Elétricos em Bom Jesus da Lapa é na Ponto do Eletricista

Qual o melhor: cabo ou fio?

Na verdade nenhum é melhor que o outro, considerando que cada um tenha o seu uso específico. O que os torna diferentes é, principalmente, a flexibilidade, uma vez que os cabos aceitam movimentações mecânicas mais do que os fios. Devido ao fácil manuseio, os cabos flexíveis são mas fáceis para instalação.

Basicamente as características elétricas não diferem (capacidade de condução e resistência da isolação, por exemplo) e há equivalência de espessura transversal, o que quer dizer que um fio de 1,5mm² equivale a um cabo de 1,5mm², são as mesmas, dos cabos flexíveis e dos fios rígidos – como já dissemos, o que difere é o uso.

Outras informações importantes sobre fios e cabos

  • Os cabos elétricos e os fios de potência em baixa tensão são responsáveis por transmitir energia em circuitos de até 1000 volts;

  • Cada fio ou cabo deve conter as informações gravadas: bitola, isolação, temperatura e nome do fabricante.

Em caso de dúvida, não hesite em contatar os profissionais da loja de materiais elétricos Ponto do Eletricista, eles estão preparados para ajudar o cliente com o que for necessário. A Ponto do Eletricista dá a dica final: quando for adquirir fios e cabos para os seus projetos elétricos, não avalie apenas o preço, pois a qualidade é o que garantirá que suas instalações fique perfeitamente em ordem. Muitas vezes, preços muito baixos podem indicar material ruim e de procedência duvidosa.

Publieditorial