5 dicas para utilizar melhor o cartão de crédito


Home  »  Finanças Pessoais   »   5 dicas para utilizar melhor o cartão de crédito

O cartão de crédito, tão apontado como vilão de endividamentos, pode ser um ótimo aliado na organização dos gastos e em momentos em que estamos meio desprovidos financeiramente e que surgem oportunidades ou um negócios imperdíveis. Ele não é vilão, se o usuário souber como utilizá-lo de maneira correta, sem exageros e com cautela.

O usuário do cartão deve ter a consciência de que o crédito é um dinheiro emprestado, e que, se não devolvido no dia combinado, irá gerar despesas com juros. E as taxas das operadoras de cartões de crédito se posicionam entre as mais altas do mercado. E sabem de que forma essas operadoras ganham muito dinheiro? Em cima de quem não sabe controlar o uso de seu cartão.

5 dicas para utilizar melhor o cartão de crédito

Uma das formas de controle, é educar-se financeiramente, disciplinar-se e evitar os gastos exagerados, evitar gastar mais do que se tem. Gilvan da Cred Nordeste, em Bom Jesus da Lapa, compartilhou conosco algumas dicas podem ajudar nessa educação financeira. Veja a seguir.

5 dicas para utilizar melhor o cartão de crédito

  1. O limite de seu cartão de crédito

Vá até seu banco e peça para que o limite do seu cartão seja cortado para metade da sua renda – é claro que tentarão lhe convencer a não fazer isso, pois não é do interesse deles. Mas é um direito seu. Cortando o limite do seu cartão pode ser o passo que faltava para que consiga organizar as suas finanças – pense nisso. Muitas vezes o banco concede um limite até mesmo maior que a renda, isso é um grande perigo para a saúde financeira de qualquer um.

  1. O pagamento da fatura

Pague a sua fatura do cartão no dia, assim evita de pagar juros – relembrando: são juros bem altos. Pagar o valor mínimo da fatura? ESQUEÇA que há essa opção. Isso faz com que você volte a gastar e comece acumular, virando uma bola de neve. Porque é assim mesmo: começa a aumentar, aumentar, até que chega em um momento em que a sua única opção é mesmo pagar o mínimo, porque o valor total está inatingível. Muito cuidado e muita disciplina nesse caso. Pagar o mínimo não é uma vantagem, tenha sempre isso em mente.

  1. Pagar outras contas com o cartão

Evite pagar contas de telefone, luz, água ou qualquer outra, com cartão de crédito – por vários motivos: 1) isso gera tarifas; 2) o cartão de crédito já é uma conta, certo? E vais pagar uma conta com outra? e 3) as contas pontuais devem constar do seu orçamento doméstico e não deixar para ‘pagar se sobrar’.

  1. O número de cartões

De nada adianta ter um limite baixo no cartão (como foi sugerido no item 1) e se ter 2 ou 3 cartões. Fuja disso! Encare o cartão como um facilitador, uma ajuda em uma hora de aperto, mas de aperto de verdade, de necessidade.

  1. O cartão não é um complemento de sua renda

Repita conosco: cartão de crédito é um empréstimo. Isso mesmo, não pode contar com ele como parte de sua renda mensal. Considere que seu salário tenha acabado uma semana antes do próximo recebimento de salário e que você tenha a opção de crédito – em uma eventualidade, tudo bem, desde que o valor seja computado para ser retirado do seu próximo salário (pagamento do cartão), agora utilizar como se fosse parte de sua renda mensal e sem considerar que no próximo mês deverá desembolsar o valor utilizado, nem pensar.

São dicas valiosas e difíceis de seguir, como sabemos, pois cartão de crédito é sempre uma tentação – parece fácil, o dinheiro está ali, fácil de usar. Mas tenha isso como um mantra: “Tem que pagar depois”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.