Disciplina é a chave para uma vida financeira equilibrada


Home  »  Finanças Pessoais   »   Disciplina é a chave para uma vida financeira equilibrada

Ninguém gosta de estar endividado, isso é certo. Mas também, grande parte das pessoas não se preocupa em administrar suas finanças e ter uma vida financeira equilibrada, porque isso significa – em todos os casos – “apertar os cintos”.

Mas se não chegar esse momento, em que precisamos parar e organizar a vida financeira, sempre vamos estar com problemas financeiros, endividados e correndo atrás de meios para que consigamos cumprir com nossas obrigações nos prazos. Isso gera um desgaste muito grande, inclusive emocional, e pode até levar a situações de doenças, como estresse, por exemplo.

A seguir, iremos compartilhar algumas dicas cedidas por Gilvan da Cred Nordeste ao Central da Lapa, que se levadas a sério, lhe ajudarão a recuperar sua saúde financeira. Vamos lá?

Dicas para ter uma uma vida financeira equilibrada

Dicas para ter uma uma vida financeira equilibrada

1. Sabe como funciona uma dieta? Pois bem, o seu orçamento pode estar precisando de uma. Como? Em passos básicos:

Passo 1: Corte tudo o que é supérfluo.

Passo 2: Controle as necessidades de consumo – não precisa passar fome, mas veja o que pode diminuir em quantidade – tanto em alimentação quanto em material de limpeza, produtos de higiene e outros. Basta ver as quantidades que normalmente compra todo o mês e ver o que normalmente sobra. Assim terá a média do que é necessário para o consumo mensal.

Passo 3: Controle o impulso consumista. Para ajudar, cancele o cartão de crédito e o talão de cheques – ou diminua o limite do cartão.

2. Faça um planejamento mensal, um orçamento doméstico e siga-o à risca. Deixe-o em local onde veja todos os dias (físico) e deixe-o sempre atualizado em sua área de trabalho no computador. Se usar um aplicativo para ajudar, verifique-o todos os dias, mesmo que não tenha nenhum lançamento para fazer, mas o acompanhamento é importante, para ver se está indo tudo conforme se planejou.

3. Poupe. Aplique na caderneta de poupança e deixe o dinheiro lá, sem mexer. Não é porque sobrou que precisa ser gasto. As pessoas que têm mais de 200 mil reais, pode verificar um outro tipo de investimento, além da poupança.

4. Corte despesas. Aprenda como. Descubra. Lembra da dieta do orçamento? Pois bem, digamos que esteja gastando demais com a conta de telefone – é hora de controlar, usar menos telefone, as formas, você precisa descobrir. Talvez fazer mais contatos pela internet e menos por telefone, por exemplo. A conta de energia elétrica está alta? Hora de usar começar usar as dicas de economia de energia e diminuir esse valor. Esses são alguns exemplos – acredite, até nas despesas fixas conseguimos descobrir formas de economizarmos.

5. Não esqueça dos filhos, eles também precisam aprender a ter disciplina. Imponha limites e restrições – é bom que as crianças aprendam desde cedo que não precisa comprar tudo o que as propagandas, principalmente, mostram como imprescindíveis. Lembre que há todo um trabalho de marketing direcionado especialmente ao público infantil, mostrando a necessidade de que elas tenham tudo, e cabe aos pais, imporem os limites, caso contrário, parte substancial da renda vai para itens comprados aos filhos, que a mídia transformou em mini consumistas.

Sempre que for tentando a gastar demais ou, levado por algum impulso consumista, lembre-se da palavra ‘disciplina’. Pergunte-se até onde determinado item é realmente necessário e lembre que esse dinheiro gasto, sem necessidade, será muito bem utilizado futuramente. Além disso, deve haver a preocupação de se criar um “pé de meia”, para que quando a aposentadoria chegue, se tenha uma renda a mais.

Esperamos que você tenha gostado das dicas do Gilvan da Cred Nordeste para ter uma vida financeira equilibrada. Acompanhe todas as nossas postagens sobre Finanças Pessoais clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.