Os Equipamentos de Proteção Individual ou EPIs têm uma função bastante importante na rotina dos trabalhadores, pois eles têm como função prevenir acidentes de trabalho. São os equipamentos que devem ser usados pelos trabalhadores para que tenham sua saúde física e sua segurança preservadas.

Algumas indústrias e outros segmentos, como o da construção civil, devem ter como obrigatório o uso de EPIs e devem fornecer esses equipamentos aos seus funcionários, sem custo algum. Trata-se de um kit de proteção individual, cujo cuidado é de obrigação do funcionário, além disso, a empresa deve ainda proporcionar um treinamento sobre o uso correto dos EPIs e conscientizá-los da importância do uso, de forma a evitar que seus funcionários trabalhem sem os equipamentos exigidos.

Responsabilidades do empregador e do trabalhador

Trabalhadores autônomos também devem ter essa conscientização e saber que o uso de equipamentos de segurança obrigatórios são de extrema importância para que se evite acidentes. Eletricistas e faxineiras, por exemplo, podem até achar que não, mas precisam usar equipamentos de proteção.

Cada profissão exige o seu equipamento de proteção – a Ponto do Eletricista mostra aqui, como exemplo, as vestimentas necessárias para um eletricista.

Equipamentos de proteção individual para eletricistas

  • capacete com forro de borracha;

  • capa protetora com revestimento em borracha;

  • luvas revestidas de borracha (grossa);

  • calçado de segurança para eletricistas, que são os que não têm a presença de componentes metálicos;

  • cinto de segurança tipo paraquedista, para quem trabalha em alturas superiores a 2 metros;

  • viseira protetora de fagulhas;

  • vestimentas com acabamento resistente a chamas.

Seja eletricista autônomo ou funcionário de uma empresa, a regra é a mesma: é preciso proteger-se.

Materiais Elétricos em Bom Jesus da Lapa é na Ponto do Eletricista

Responsabilidades do empregador e do trabalhador

Empregador

  • adquirir o EPI exigido e adequado a cada tipo de atividade;

  • exigir o seu uso;

  • fornecer ao seu funcionário somente o EPI aprovado pelo órgão nacional competente em segurança e saúde no trabalho;

  • orientar e treinar o funcionário sobre o uso adequado, guarda e conservação do EPI;

  • quando danificado ou extraviado, fazer a substituição imediata;

  • responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica;

  • comunicar ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) qualquer irregularidade;

  • fazer o registro do fornecimento ao trabalhador, em livros, fichas ou sistema eletrônico.

Trabalhador

  • Usar apenas para a finalidade à qual o equipamento se destina;

  • informar o empregador qualquer alteração que torne o EPI impróprio para uso;

  • responsabilizar-se pela guarda e conservação;

  • cumprir as determinações sobre o uso adequado.

EPI - Equipamentos para prevenção de acidentes

Lembramos que o uso de EPI é uma obrigação legal e que pode trazer sérios problemas aos empregadores caso haja uma visita de inspeção por parte da segurança do trabalho e os funcionários não estejam utilizando a proteção adequada em sua função.