Intimidade na internet: ‘REVENGE PORN’ – nova forma de violência contra a mulher


Home  »  Direitos e Deveres   »   Intimidade na internet: ‘REVENGE PORN’ – nova forma de violência contra a mulher

Ao mesmo tempo em que facilita a vida pessoal e profissional de todo mundo, a internet também mostra o seu lado obscuro, quando manipulada por pessoas que a utilizam sem limites, principalmente de caráter e de falta de bom senso. Prova disso, entre tantas que poderiam ser citadas, é a que se conhece por Revenge Porn, uma forma de parceiros se vingarem de seus afetos depois de ter o relacionamento terminado.

Intimidade na internet: 'REVENGE PORN' - nova forma de violência contra a mulher
Revenge Porn, em tradução livre significa “vingança pornográfica”

Revenge Porn

Não é estranho, nem novo, o fato de parceiros registraram seus momentos íntimos. As novas tecnologias – câmeras, celulares, webcams etc – dão formas para que isso seja feito e a internet torna-se uma arma com um poder de destruição – da vida de pessoas.

Revenge Porn, em tradução livre “vingança pornográfica”, é o que acontece normalmente quando, ao fim de um relacionamento, um dos parceiros munidos com vídeos ou imagens da intimidade do outro, decide divulgá-los em meios virtuais sem consentimento, trazendo resultados destruidores à vida do envolvido.

Normalmente é um ato praticado contra as mulheres, mas os homens não também podem ser vítimas de revenge porn. O que acontece é que, a sociedade ainda rotula a mulher e a julga, enquanto os homens gozam de prestígio, uma vez que a sua vida sexual não é regida sob preconceitos ou sob tabus.

Casos de Revenge Porn muitas vezes acabam em tragédia

Um dos mais preocupantes resultados de acontecimentos em que vídeos ou imagens íntimas são divulgados na web, são os que acabam em tragédia. Já aconteceram casos em que as pessoas envolvidas não foram suficientemente fortes para aguentar tamanha exposição e cometeram suicídio – adolescentes, inclusive.

Casos de Revenge Porn muitas vezes acabam em tragédia
Casos de Revenge Porn muitas vezes acabam em tragédia

Mesmo que os envolvidos não cheguem aos extremos, a divulgação de imagens e vídeos íntimos provocam além de transtornos pessoais, inúmeros problemas profissionais. E esse problema atinge tanto anônimos quando celebridades, pessoas que têm uma vida pública, conhecidas do meio artístico.

Depois que imagens ou vídeos são lançados no ambiente virtual é impossível retirá-los, sua proliferação é rápida e em grande escala e é algo que causa muita curiosidade, o que faz com que os compartilhamentos e visualizações alcancem números espantosos.

A vítima sofre demais em uma situação dessas, fica exposta e sem chance de defesa – porque é quem é sempre acusada, dificilmente se pensa no quão errada estava a pessoa que postou e a ela não é atribuída culpa, nem a quem eventualmente fotografa ou filma (porque às vezes há uma terceira pessoa envolvida).

Os crimes cibernéticos e a legislação brasileira

Oos crimes cibernéticos, como são conhecidos os crimes que acontecem no ambiente virtual, por enquanto não estão regulamentados no Brasil, apesar de já estarem tramitando projetos de lei (6.630/13 e 5.555/13), cujo objetivo é catalogar como crime as condutas de divulgação de vídeos íntimos a terceiros, com condenações de três anos de detenção, além de indenização à vítima por conta das despesas advindas da mudança de domicílio, de escola/universidade, tratamentos médicos e psicológicos e perda de emprego.

Os crimes cibernéticos e a legislação brasileira não abordam o revenge porn

Por enquanto, esses crimes se encaixam em “crimes contra a dignidade sexual”, que alcança a violência psicológica contra a mulher e sempre que necessários, são enquadrados nessa lei.

Advogados recomendados em Bom Jesus da Lapa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.