Riscos da Profissão Eletricista


Home  »  EmpreendedorismoMateriais Elétricos   »   Riscos da Profissão Eletricista

á abordamos anteriormente as vantagens de ser um eletricista com CNPJ, logo depois falamos sobre a importância de fazer cursos e se tornar um eletricista qualificado. Legal, né? Agora vamos abordar os riscos da profissão eletricista, que o lado negativo para quem exerce a profissão. Vamos nessa?

Os acidentes causados pela eletricidade, em muitos casos, podem trazer prejuízos tanto para um cidadão comum em sua casa como um profissional exercendo a sua atividade – neste caso pode trazer consequências mais graves para a saúde.

O profissional eletricista sempre manuseia equipamentos sujeitos a eletricidade, sendo necessário, portanto, alguns cuidados, com relação à postura, equipamentos de proteção, etc. Todos sabem da importância da eletricidade e, por isso, o profissional eletricista necessita ficar muito atento às devidas precauções que devem ser seguidas à risca.

Quem exerce a profissão de eletricista deve seguir normas.

Os eletricistas profissionais precisam seguir algumas normas regulamentadoras – normas essas que determinam os equipamentos que devem ser utilizados assim como as informações necessárias para que o risco de acidente seja reduzido ao máximo.

As normas que visam auxiliar na prevenção dos acidentes não sendo cumpridas, causam sérios problemas para eletricistas, onde estão sujeitos a riscos como o choque elétrico e ainda danos econômicos.

Os danos econômicos ocorrem, em alguns casos, quando se trata de incêndios e explosões.

Riscos da Profissão Eletricista

Choque elétrico é um do riscos da profissão eletricista que ocorre com mais frequência

Sem dúvida o maior problema encontrado pelos trabalhadores é o choque elétrico. Esse problema acontece com maior frequência nos campos de trabalho, onde muitos trabalhadores não sobrevivem para contar a historia.

Já os incêndios e as explosões são fatos que acontecem com uma menor frequência que, em muitos casos, podem fazer um grande estrago. Nas poucas vezes que ocorrem, os prejuízos para contratantes são grandiosos.

É importante destacar que os riscos encontrados nos choques elétricos, assim como os danos causados aos trabalhadores, estão diretamente ligados aos valores da tensão da rede elétrica, chamado voltagem.

Efeitos da eletricidade no corpo humano

O choque elétrico é a reação do organismo a uma carga aceitada de uma corrente elétrica. As correntes elétricas comprometem e prejudicam o tecido nervoso e também o tecido cerebral, que causa coágulos nos vasos sanguíneos.

O problema da eletricidade pode também paralisar a respiração e os músculos cardíacos – processo esse que, segundo especialistas, ocorrem quando ela passa e é agenciada pelo corpo humano.

Em muitos casos, a corrente elétrica pode matar instantaneamente um indivíduo. E isso acontece porque faz com que os músculos se contraem a 60 ciclos por segundo, que é nada mais nada menos que a frequência da corrente alternada. Além de deixar uma pessoa inconsciente, a corrente elétrica pode também levar alguém a óbito, claro.

Os riscos da profissão eletricista podem e devem ser evitados. Basta seguir as normas de segurança. Os iniciantes de primeira viagem ou os indivíduos que querem ingressar nessa área necessitam conhecer mais informações a respeito do assunto.

Dica e considerações finais

A internet é mesmo um baú de possibilidades. E encontrar informações que irão enriquecer a respeito do assunto é possível. Procure artigos relacionados e, se possível, uma excelente dica do Central da Lapa é procurar ouvir profissionais especializados no assunto, ou empresas que já atuam há muito tempo na área, como é o caso do Ponto do Eletricista em Bom Jesus da Lapa.

O sucesso de um profissional aparece quando um cliente satisfeito hoje é o cliente que vai ligar para você amanhã ou indicar o seu serviço autônomo de eletricista para outras pessoas o mais rápido possível. Em nosso próximo artigo iremos dar dicas sobre que caminho a seguir para ser um eletricista de sucesso. Não deixe de conferir!