Vender mais na pandemia: vendas em tempos de “portas fechadas”


Home  »  Marketing e Comunicação   »   Vender mais na pandemia: vendas em tempos de “portas fechadas”

Vender mais na pandemia: vendas em tempos de “portas fechadas”

Buscar vender mais na pandemia se tornou em uma necessidade crucial para a manutenção dos negócios. Mesmo com a retomada do comércio e com o novo normal, a pandemia gerou impactos na economia e grandes perdas de demanda.

A pandemia do coronavírus que teve o seu início oficializado em 2020 se estendeu mais do que o tempo esperado, gerou endurecimento das restrições e bloqueou o acesso do cliente ao comércio presencial por muitas semanas em diferentes períodos do ano.

Porém, depois da reabertura gradual, o comércio presencial encontrou um mercado consumidor mais enfraquecido por causa da queda econômica e do  crescente desemprego em 2021.

Vender mais na pandemia: vendas em tempos de "portas fechadas"
É um desafio vender mais na pandemia, especialmente de portas fechadas

Mas, para continuar vendendo, muitas empresas mergulharam no marketing digital e no e-commerce para tentar escoar os seus estoques e criaram canais de vendas online e mobile para intensificar os processos de compras.

Muitas empresas começaram a adotar o WhatsApp, o Market Place e o delivery rápido como forma de manter as vendas e o capital de giro.

Vender mais na pandemia

Para vender mais na pandemia, as empresas procuraram por novas formas de negócios, apostando no delivery (entrega), nos aplicativos de vendas digitais e em aplicativos de comunicação como WhatsApp. 

Além de investir nessas iniciativas, apostaram em promoções, redução de preços e na adição de valor no serviço de entrega e de garantia para aproximar o cliente.

Outra iniciativa foi a de transformar gerentes e funcionários em influenciadores, em muitos casos lojas presenciais que foram mantidas fechadas passaram a ter um número de WhatsApp para atender os clientes locais.

Lojas de revenda de automóveis, por exemplo, passaram a divulgar de forma individual o WhatsApp de seus vendedores como forma de otimizar as vendas.

O grande foco também adotou novos meios de pagamentos como maquininhas e links de pagamentos para não perder as vendas e manter o negócio lucrativo.

A força do delivery

Em tempos de pandemia, o cliente passou a frequentar menos a rua e os shoppings e passou a ficar mais em casa. Perante esse cenário, o delivery se tornou na principal solução para levar o produto até o cliente.

WhatsApp para alavancar as vendas

Outra ferramenta que cresceu bastante durante a pandemia, o WhatsApp revolucionou os processos de comunicação e abordagem junto ao cliente. Se o aplicativo era usado somente para interagir com os amigos, ele passou a ser utilizado mais para responder aos clientes e oferecer produtos.

Porém, as empresas precisaram se adaptar para usar o aplicativo “WhatsApp Business” que oferece ferramentas de marketing como a criação de catálogos, envio de novidades e atendimento profissional, sendo fundamental para a maioria das empresas vender mais na pandemia.

Para criar uma conta de WhatsApp Business basta baixar o aplicativo no celular ou adaptar o aplicativo já utilizado para o perfil business.

Como vender mais em tempos de crise?

Para vender mais durante a crise apresentamos dicas preciosas a  seguir para você implementar em seu negócio.

1 – Planeje alternativas de vendas

Nessa etapa procure se reunir com os seus funcionários e verifique quais alternativas de vendas podem ser desenvolvidas. Novas formas de trabalho poderão ser adotadas em caso de novos horários de funcionamento, atendimento remoto e até mesmo com a criação de uma equipe de delivery.

Em todos os casos, o mesmo produto que está sendo anunciado na vitrine deverá ser anunciado também no site da empresa, no Market Place como Mercado Livre e no catálogo do WhatsApp.

vender mais durante a pandemia
Para vender mais na pandemia você deve planejar alternativas de vendas

2 – Mantenha seus clientes informados

Seja através do WhatsApp ou das redes sociais, procure manter os clientes sempre informados sobre ofertas, serviços e horários de entrega ou funcionamento.

3 – Ofereça novas possibilidades

Se a venda na loja física caiu e as vendas através do WhatsApp e da internet não estão preenchendo o capital de giro da empresa, ofereça a possibilidade de levar os produtos e serviços até a casa do cliente depois da realização de uma cadastro. Inovar é necessário para vender mais na 

4 – Profissionalize a entrega

Caso a sua empresa não seja especializada em delivery, mesmo que um de seus funcionários se ofereça para entregar pessoalmente, sempre aparecerá um cliente que mora mais distante e que possui o interesse em comprar.

Nesses casos é importante profissionalizar o processo de entrega ou delivery contratando os serviços de um motoboy ou de entregadores de aplicativo.

5 – Invista em divulgação

Os clientes de seu bairro ou cidade sabem das ofertas e serviços de entrega de sua empresa? Eles sabem que sua empresa ainda existe? Invista em divulgação, divulgue a sua empresa em sites locais, guias de compras de sua localidade, imprima folhetos, invista em redes sociais e em outros canais de divulgação.

O Central da Lapa é um site essencial para empresas de Bom Jesus da Lapa divulgarem produtos e serviços de forma profissional e bem personalizada. No site as empresas tem planos de anúncios gratuito, PREMIUM e VIP, que podem atender do pequeno ao grande empresário.

Não tendo condições de aderir aos planos pagos, experimente o plano gratuito que lhe dá a oportunidade de exibir informações de contato importantes, como endereço, WhatsApp e redes sociais do seu negócio.

Conclusão

Portanto, ao adotar iniciativas e estratégias certas é possível vender mais na pandemia e manter o negócio firme e forte. Em todos os casos observe as necessidades de seus clientes e procure vender os produtos que eles mais precisam em tempos de pandemia.

Além de oferecer produtos, ofereça serviços de entrega e de comunicação para facilitar a vida de seu cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.